Vita Derm lança kit presente superstição para o Natal

Postado em quinta-feira, 27 de novembro de 2014 |
Marca celebra data com produtos de Morango, Goji Berry, Alecrim e Arruda



A Vita Derm lança kit presente superstição para surpreender neste Natal e deixar a data ainda mais especial. O kit Artezanalle, composto por esfoliante em pasta hidratante, sabonete líquido hidratante e hidratante corporal, possui ingredientes selecionados como o Morango e o Goji Berry. Conhecido há milhares de anos no Oriente, o Goji é uma fruta com potente ação antioxidante e alta concentração de vitamina C que, combinado com o Morango, cuida da pele e desperta todos os sentidos.
O sabonete líquido Morango e Goji Berry purifica a pele e retira maus agouros. A pasta esfoliante renova as células e prepara a pele para absorver os bons fluídos. O hidratante corporal energiza e hidrata todo o corpo, finalizando o ritual de beleza e proteção.
Além dos três produtos delicadamente embalados em uma caixa presente, o kit dá direito a um aromatizador de ambientes e tecidos de Alecrim e Arruda, que com seus extratos espantam o mau-olhado, emitem vibrações de prosperidade e atraem ótimas energias para começar o novo ano com muita proteção.
Preço sugerido para o kit: R$ 90.
Vita Derm
SAC: (11) 2187-7538 (Grande SP)
0800 17 9292 (Demais Regiões)

Lançamento Coleção Jujuba by Diva Cosmetics




Seguindo tendências do mundo fashion, a novíssima Coleção Jujuba by Diva Cosmetics, vem 

com uma novidade incrível: o exclusivo acabamento “Sugar”.


O diferencial está na textura, que deixa nas unhas um efeito açucarado, lembrando os grãos de 

açúcar da famosa bala que tanto amamos, daí o nome Jujuba. A secagem é rápida e de fácil 

aplicação graças ao seu pincel "Flat" que tem duas vezes mais cerdas polidas e arredondadas e 

sua haste retangular.

São 5 cores deliciosas e com nomes de meninas, no caso filhas das Divas reais, amigas da 

diretora da marca: Júlia – Vinho, Luana – Rosa Antigo, Marina – Azul com shimmer dourado, 

Laura – Lilás e Camila – Verde.

Vale lembrar que a Jujuba só existe no Brasil e assim como a mulher brasileira é alegre, 

divertida e adora uma novidade.

Aproveite e use sem moderação, pois nossa Jujuba não engorda, pelo contrário te deixa ainda 

mais Diva!



Preço sugerido: R$ 10,00

sac@divacosmetics.com.br

www.divacosmetics.com.br

ESMALTES ESPECIAIS PARA AS FESTAS DE FINAL DE ANO

Postado em quarta-feira, 26 de novembro de 2014 |
As luzes e o brilho anunciam a chegada das festas de final de ano. E para quem adora seguir as tendências de moda nas unhas, a Alta Moda é...L’Apogée Cosmix Pro Nails oferecem esmaltes com cores e acabamentos especiais que conferem estilo, glamour e praticidade ao lookdo Natal e Réveillon.


ALTA MODA É… 0800 0212 652 –


altamoda.jpg


Coleção Festas & Brilhantes é composta de três cores de finos glitters: Gold EstrelarGold 18 Kilates e Gold 24 Kilates, com fundos rosado, dourado e cobre, que combinam de forma maravilhosa com a pele da mulher brasileira. São tons elegantes que serão bastante usados nas ocasiões especiais. Preço sugerido: R$6,00 cada.



L’Apogée – (49) 3223-5901


lapogee.jpg




Grande sucesso da linha Premium L’Apogée, a Coleção Shine ganha quatro cores exclusivas compostas de micropartículas que dão um efeito extremamente brilhoso e cromado às unhas. Além disso, os novos esmaltes prometem colorir o verão 2015 até das mais sensíveis, já que sua fórmula é 3 Free – isenta de tolueno, formaldeído e DBP, componentes que costumam causar alergias. As quatro cores são: Água Marinha (azul escuro), Ônix (dourado), Safira(vermelho) e Diamante (prata). Preço sugerido: R$11,00 cada.




Cosmix Pro Nails – (21) 3368-7283 www.cosmixpronails.com.br

gel express corte.jpg

Gel Color Express é um esmalte em gel que fixa na unha com aplicação de apenas uma fina camada e não precisa do apoio de base/top coat. A duração é de uma semana com o mesmo brilho do primeiro dia. Pode ser esmaltado pelas consumidoras finais, pois é muito prático e simples de ser manuseado. A secagem do produto deve ser feita na cabine LED. Disponíveis nas cores rosa, preto, lilás, azul, vermelho e nude. Preço sugerido: R$30,00 cada.

PREPARE-SE PARA O VERÃO

Postado em segunda-feira, 24 de novembro de 2014 |
O clima, as roupas e os cuidados que devemos tomar com pele e cabelos mudam com a chegada da estação mais quente do ano. A Mariah traz sugestões para manter a depilação em dia com todos os cuidados necessários e a Aroma do Campo dá dicas de como deixar os cabelos bonitos:



Mariah Produtos de Beleza - (11) 4408-1077

LOÇÃO PRÉ-DEPILAÇÃO
Prepara a pele de forma efetiva deixando-a livre de resíduos, como cremes e suor, que atrapalham a depilação. Sua fórmula especial com menta, deixa a pele higienizada e com uma agradável sensação de frescor. Preço Sugerido R$9,00.


FOLHAS PRONTAS PARA DEPILAÇÃO FACIAL
Desenvolvidas pensando nos momentos em que a mulher necessita de rapidez com eficiência. Basta aquecê-las entre as mãos, por aproximadamente 30 segundos, e você terá um par de folhas para serem usadas. Preço Sugerido R$11,00.

FOLHAS PRONTAS PARA DEPILAÇÃO CORPORAL
Indicada para a região das pernas, braços e virilha. Aqueça entre as mãos e fica pronta para o uso.Preço Sugerido R$16,00.


LENÇOS TNT PARA DEPILAÇÃO

Auxiliam na aplicação de ceras e na remoção dos pelos. Práticos e descartáveis. Preço Sugerido R$5,00.


ÓLEO PÓS-DEPILAÇÃO
Desenvolvido especialmente para ser aplicado após a depilação, pois deixa a pele hidratada e livre dos resíduos da cera convencional. Preço Sugerido R$12,00.


GEL PÓS-DEPILAÇÃO
Possui fórmula especial contendo extrato glicólico de calêndula, que proporciona uma ação antisséptica e refrescante, prevenindo irritações causadas pela depilação. por isso, seu uso é indicado após qualquer tipo de depilação. Preço Sugerido R$9,00.



Aroma do Campo - 0800 724 0205




LINHA ÓLEO HIDRATAÇÃO
Enriquecida com os óleos de argan e ojon, que recuperam a fibra capilar de fora para dentro, fechando a cutícula e a escamação. Livra os fios ldo frizz e contém lipídeo e diversas substâncias encontradas nos cabelos, tratando os fios de dentro para fora.

Preços Sugeridos: Shampoo R$5,30Condicionador R$5,50 e Creme para Pentear R$5,50.


LINHA REPARADOR DE PONTAS AROMA DO CAMPO
Elimina e previne pontas duplas ou danificadas, com sua fórmula enriquecida com três vezes mais nano queratina e lipídeos. Protege os nutrientes alinhando as cutículas, deixando os fios macios, flexíveis e com brilho saudável.

Preços Sugeridos: Shampoo R$5,30, Condicionador R$5,50 e Creme para Pentear R$5,50.

LUMBERSEXUAL: A NOVA MODA ENTRE OS HOMENS É PARECER LENHADOR!

Postado em domingo, 23 de novembro de 2014 |
Nada de metrossexual, a nova tendência entre os homens é ser lumbersexual. Os homens depilados, com barba bem feita e um visual mais bem cuidado estão ficando para trás, enquanto as barbas compridas, camisa xadrez e botas ganham espaço com um estilo mais largado.
O lumbersexual é um termo que surgiu recentemente nos EUA e Europa para definir homens que têm um estilo parecido ao lenhador clássico do cinema hollywoodiano. O termo “lumberjack” significa lenhador.
Personagem Opie da série Sons of Anarchy é um grande representante dos lumbersexual, além de ser um verdadeiro lenhador.
A terminologia está um pouco errada. Já que na ideia do “lumbersexual” está aquele homem descuidado e que não se importa com a barba, roupa etc. Portanto, seria o contrário do metrossexual, mas muitos dos homens que estão nessa tendência têm grandes cuidados com o seu corpo, gastam um bom dinheiro com cremes para barba, entre outros cuidados.
É um erro colocar um lumbersexual como o oposto de metrossexual. Um não anula o outro. Um homem pode muito bem ser os dois.
O melhor exemplo de lumbersexual que temos hoje em dia é o Opie, personagem da série Sons of Anarchy interpretado pelo Ryan Hurst (foto que abre a matéria),  que, inclusive, trabalha como lenhador por um tempo. Aqui no Brasil, o jornal O Globo aponta o ator Cauã Raymond como exemplo. Será que ele representa esta tendência? Temos nossas dúvidas!
Mas, mesmo sem adotar o estilo lumbersexual na essência, Cauã Raymond e vários famosos brasileiros estão usando barba para criar um visual diferente.
Para não restar dúvidas. Vamos nos inspirar um pouco nos visuais lumbersexual? Depois de se inspirar, deixa na caixa de comentários sua opinião sobre esta nova tendência:

Cuidados com a barba, creme, espuma etc. Men's Market!

Os homens com barbas grandes ao melhor estilo lenhador de cinema americano estão fazendo sucesso

As barbas grandes com camisas folgadas e cortes clássicos de calça jeans formam o visual clássico do lumbersexual.

O termo lumbersexual surgiu  da mistura de lumberjack, lenhador, e metrosexual.

Definir o lumbersexual como o oposto de metrossexual pode ser um erro. Já que um homem pode ter um estilo parecido com lenhador e se arrumar muito.

Os homens lumbersexuais estão muito próximo do estilo criado pelas novas vertentes de rock.
Lumbersexual está fazendo sucesso em todos os cantos do mundo.

10 lugares imperdíveis em Lisboa

Postado em sábado, 22 de novembro de 2014 |
Uma cidade que não pode ficar fora de nenhum passeio pela Europa é Lisboa: a capital de Portugal, com uma população de mais de meio milhão de habitantes, caracteriza-se por ser muito cálida, com um clima agradável, possui ótimos acessos e fica a poucas horas de qualquer outra capital europeia.
Banhada pelas águas do Rio Tejo, a bela terra lusitana tem um charme irresistível. Na sua parte mais antiga encontramos os pontos turísticos mais tradicionais e procurados pelos visitantes.

Confira os melhores passeios

1 – Baixa Pombalina: conhecida também como Baixa Lisboa, está localizada entre Alfama e o Bairro Alto. Pode ser considerada o centro comercial e financeiro de Lisboa e honra a memória do Marquês de Pombal (que teve a difícil missão de reconstruir a cidade depois do terremoto de 1755). Suas construções representam o típico estilo arquitetônico português. Seus lugares principais: o Teatro Nacional, a Praça de Comércio e o Elevador de Santa Justa.
2 – Alfama: o bairro mais antigo de Lisboa: tradicional, histórico e charmoso. Um lugar único!. Transitar pelos seus becos dá a sensação de fazer uma viagem no tempo percorrendo sua história, com lembranças da época medieval. Desde o alto é possível ter uma vista panorâmica da capital lusitana.
3 – Chiado: o pitoresco e movimentado bairro de Chiado, com as suas ruas estreitas e charmosas é um dos lugares imperdíveis em Lisboa. Uma boa escusa para percorrer os encantadores bares e restaurantes: se você gosta de agito e boemia, não deixe de passear pelo Chiado.
(Foto: miguelvieira)
Largo do Chiado, lugares imperdíveis em Lisboa (Foto: miguelvieira)
4 – Castelo de São Jorge: emblemática construção medieval do século XI, feita pelos muçulmanos e que sobreviveu ao terremoto de 1755. Desde o seu ponto mais alto é possível apreciar uma incomparável e completíssima vista de toda a região.
Castelo de São Jorge, lugares imperdíveis em Lisboa
5 – Belém: um dos lugares mais históricos de Portugal. O monumental Mosteiro dos Jerônimos (uma homenagem do Rei D. Manuel I ao navegador Vasco da Gama) e a Torre de Belém (construída em 1520) são os seus destaques, mas você não deve esquecer de experimentar os famosos e deliciosos pastéis, uma marca registrada de Belém.
Torre de Belém, lugares imperdíveis em Lisboa
6 – Dar um passeio pelas ruas da capital lusitana no bonde elétrico 28 (o tradicional bondinho amarelo) é outro dos programas mais procurados pelos turistas. O valor da passagem é de 1,40 euros e percorre os principais pontos turísticos de Lisboa, saindo desde a Praça Martim Moniz até chegar ao Campo de Ourique.
Lugares imperdíveis em Lisboa
7 – Bairro Alto. Para curtir um fado, comer e beber. O movimento começa tarde, pouco antes da meia noite. O Bairro Alto apresenta uma atraente arquitetura que reflete a cultura lusitana. Sua vida noturna é bem intensa e sedutora.
8 – O elevador de Santa Justa: o também chamado Elevador do Carmo comunica a Baixa Pombalina com o Bairro Alto e é uma das principais atrações turísticas de Lisboa. Tem quase 50 metros de altura e foi projetado por um dos alunos do francês Alexandre Gustave Eiffel (sim, ele mesmo: o criador da famosa torre de Paris), sendo inaugurado em 1902. O custo da viagem é de aproximadamente três euros e sua capacidade para levar passageiros é limitada: entre 15 e 20 de cada vez.
9 – Oceanário de Lisboa: no Parque das Nações (construído especialmente para a Expo ’98) . Considerado um dos maiores do mundo, é visitado anualmente por um milhão de pessoas. Oferece uma enorme variedade de exemplares da vida marinha, sendo uma excelente alternativa para curtir em família.

10 – O Parque Eduardo VII: o belíssimo parque é o maior de Lisboa e foi inaugurado no inicio do século XX. As suas três estufas albergam uma maravilhosa e diversa vegetação; já desde a sua parte mais alta pode-se avistar o Castelo de São Jorge, o rio Tejo e boa parte da cidade. Fica perto da estação de metrô Marquês de Pombal, na praça do mesmo nome. Espaçoso e bem conservado, o Parque Eduardo VII é um ótimo local para percorrer ao ar livre.
Parque Eduardo VII, lugares imperdíveis em Lisboa

Participei! Ganhei e Recebi!

Ola!!!

Venho aqui agradecer a Yolita Moda e Beleza pelço prêmio maravilhoso que recebi!!!!!




Obrigada!!!!

onde encontrar:

http://yolita.loja2.com.br/

https://www.facebook.com/thawunschmannmodaebeleza

7 invenções dos egípcios que são utilizadas até hoje

Todos nós sabemos como os antigos egípcios foram de grande importância em toda a humanidade, contribuindo para o desenvolvimento das mais diversas áreas, como arquitetura, engenharia, escrita e contagem dos períodos por calendários.
É claro que as pirâmides e todo o seu legado formam o destaque desse povo da antiguidade. Mas não foram apenas elas que fizeram dos egípcios conhecidos por suas invenções, sendo que muitas perduram até hoje.
Essa que talvez tenha sido a civilização mais avançada que o mundo já conheceu nos trouxe artefatos, dispositivos e formas de fazer algumas coisas que muita gente nem imagina que foram eles que criaram. Confira abaixo quais foram algumas delas, de acordo com um artigo do How Stuff Works:

1 – Maquiagem dos olhos

Em todas as ilustrações contidas em sarcófagos, nas tumbas dos faraós, e qualquer outro tipo de local e documentos dos antigos egípcios em que se mostram pessoas, é possível observar com clareza que os olhos deles são destacados por um tipo de maquiagem com contorno definido.
Calcula-se que a criação da maquiagem dos olhos pelos antigos egípcios tenha acontecido por volta de mais de três mil anos antes de Cristo. E, desde então, pode-se dizer que o estilo nunca saiu de moda. O que é ainda mais interessante é que algumas culturas ainda utilizam técnicas egípcias de milhares de anos para criar os seus pigmentos para os olhos.
Para fazer essa maquiagem, que geralmente era negra ou verde (se combinado com o minério malaquita) muito escuro, os egípcios faziam uma pasta misturando óleos, galena (sulfeto de chumbo), fuligem de carvão. A essa mistura se deu o nome de Kohl (ou kajal) e não era restrita às mulheres, pois homens e crianças também usavam.
Além da parte ornamental, eles acreditavam que o Kohl protegia os olhos contra doenças e raios agressivos do sol. Porém, com o tempo passou a ser usado com mais frequência para a beleza, sendo que, quanto mais alta a classe social mais maquiagem usavam, como forma de poder. Cleópatra curtia muito.

2 – Calendário

Sempre que você for verificar quando tempo falta para aquele tão sonhado feriado em um calendário, agradeça aos antigos egípcios (não pelo feriado, mas pelo calendário). Você consegue imaginar a bagunça que seria o mundo sem um sistema de contagem de dias, meses e anos? Um caos!
No antigo Egito também era, até que eles inventaram o sistema como uma forma de sobrevivência a princípio. Isso porque não saber o período da inundação anual do rio Nilo poderia acarretar as mais diversas tragédias, começando pela perda de plantações e, consequente, fome.
Por essa razão, eles criaram um calendário que era intimamente ligado à agricultura, dividindo-se em três estações principais: inundação, crescimento e colheita. Cada uma dessas estações tinham quatro meses, sendo que cada um era dividido em 30 dias.
A soma de todos esses períodos dava 360 dias, um pouco menos do que um ano real. Para compensar a diferença, os egípcios acrescentaram cinco dias entre as temporadas de colheita e inundação. Estes cinco dias foram designados como feriados religiosos reservados para homenagear os filhos dos deuses.

3 – Balas de menta

O desejo por um hálito fresco não é de hoje. Além da criação da pasta de dente (que veremos mais adiante), os egípcios podem realmente ter sido os responsáveis pela invenção das balinhas refrescantes de menta para dar aquela disfarçada em um possível bafo de bode dos faraós.
Naquela época, o mau hálito também era um sintoma de má saúde dental e de descuido. Porém, eles não tinham bebidas açucaradas e doces que causavam cáries, mas havia outras coisas que estragavam os dentes.
As pedras que eles utilizavam para moer a farinha para o pão se deterioravam na massa em areia e cascalho que acabavam sendo consumidos e desgastavam o esmalte dos dentes até expor a polpa, tornando vulnerável a infecção. O problema é que eles não tinham dentistas e nenhum tipo de cuidador dessa parte do corpo.
Então, os egípcios sofriam com dentes desgastados, gengivas doentes e dores, fatores que geravam um inevitável mau hálito. Para lidar com isso, eles inventaram as primeiras balinhas que eram uma combinação de incenso, mirra e canela fervidos com mel, e que eram moldadas em forma em pelotas.

4 – Boliche

O ato de reunir os amigos e jogar uma partida de boliche pode ter começado bem antes do que podíamos imaginar, lá no antigo Egito. O esporte, que consiste em arremessar uma bola e derrubar os pinos, porém, era um pouquinho diferente, de acordo com alguns achados arqueológicos.
Em Narmoutheos, um assentamento que fica a cerca de 90 quilômetros ao sul de Cairo (datado do segundo e terceiro séculos depois de Cristo), foi descoberta uma sala contendo um conjunto de pistas e uma coleção de bolas de granito de vários tamanhos. De acordo com o How Stuff Works, o lugar parecia um protótipo de um salão de boliche da era moderna.
Ao contrário de boliche modo boliche atual, em que o objetivo é derrubar os pinos, os jogadores egípcios se esforçavam para acertar a bola em um buraco central. Os concorrentes se colocavam em lados opostos da pista e tentavam rolar as bolas de diferentes tamanhos nesse local e também podiam tentar acertar a bola do oponente para desviá-la do curso certo.

5 – A prática de barbear e cortar o cabelo

Os egípcios não tinham muito paciência com pelos ou cabelos, por questão de higiene ou mesmo por não suportar o calor que eles podiam causar, devido ao local quente em que viviam. Possivelmente devido a essas questões, eles cortavam os cabelos bem curtos ou raspavam a cabeça regularmente.
E não era só isso. Muitos deles raspavam todos os pelos do corpo, como alguns sacerdotes, que realizavam essa depilação geral a cada três dias. O cuidado era tanto que, durante grande parte de sua história, ser barbeado era considerado elegante e ter pelos podia ser considerado um sinal de status social pobre.
Por essas razões, os egípcios foram pioneiros na invenção dos primeiros instrumentos de barbear, sendo que um deles era um conjunto de lâminas de pedra afiadas fixadas em cabos de madeira, sendo mais tarde substituído por lâminas de cobre. Como não podia deixar de ser, os egípcios também criaram a profissão de barbeiro.
Porém, um ponto interessante é que muito dos cabelos cortados eram utilizados para fazer perucas para os aristocratas ricos, que as utilizavam em ocasiões especiais. Barbas falsas também eram produzidas e utilizadas tanto por reis quanto cidadãos comuns, sendo que a realeza tinha o privilégio de barbas mais longas.

6 – Arado para plantação

Como bons agricultores que eram, os egípcios foram aprimorando o sistema de plantio, sendo que o arado pode ter vindo dessa época, embora os historiadores não tenham certeza absoluta desse fato. As evidências sugerem que os egípcios e sumérios estavam entre as primeiras sociedades de empregar o seu uso por volta de quatro mil anos antes de Cristo.
As probabilidades apontam que esses objetos eram construídos a partir de ferramentas manuais modificadas, mas não eram capazes de escavar tão profundamente o solo como as versões mais modernas.
Pinturas antigas em murais ilustram um grupo de quatro homens puxando um arado através de um campo, o que não era uma boa ideia no sol escaldante do Egito. Tudo isso mudou por volta de dois mil anos antes de Cristo, quando os egípcios tiveram a ideia de amarrar os seus arados em bois.
Os primeiros modelos eram conectados aos chifres de gado, mas eles verificaram que interferia na habilidade do animal respirar. Já as versões posteriores incorporaram um sistema de correias e foram muito mais eficazes. O arado revolucionou a agricultura no antigo Egito e, combinado com o ritmo constante do rio Nilo, fez o cultivo mais fácil para os egípcios do que talvez qualquer outra sociedade da época.

7 – Pasta de dente

Conforme falamos anteriormente no item 3, as condições dos dentes dos egípcios não eram das melhores e eles sofriam com muitos problemas de desgaste e infecções. Mas, eles tentavam dar o seu jeitinho para manter os dentes limpos, na medida do que era possível naquela época.
De acordo com o How Stuff Works, os arqueólogos encontraram palitos enterrados ao lado das múmias, que foram aparentemente colocados lá para que eles pudessem limpar restos de comida entre os dentes em vida após a morte.
Os egípcios também levam o título de inventores, junto com os babilônios, das primeiras escovas de dentes, que eram pontas desfiadas de galhos de madeira no princípio. Porém, além de tudo isso, se tinha escova, tinha que ter pasta, então eles também foram creditados como  os criadores do creme dental.
No entanto, a pastinha era bem diferente do que temos hoje, sendo que era uma mistura de ingredientes como pó de cascos de boi, cinzas, cascas de ovos queimados e pedra-pomes.
Provavelmente, o gosto era terrível, mas com tantos itens abrasivos, talvez até tirasse umas boas “cracas” dos dentes dos egípcios. Mais tarde, a fórmula foi aprimorada com sal-gema, hortelã, flores secas de íris e grãos de pimenta.